Hepatite A

Doença infecciosa viral, contagiosa, causada pelo vírus A (HAV1),e também conhecida como “hepatite infecciosa”, “hepatite epidêmica”, ou “hepatite de período de incubação curto”.

A hepatite A pode ser assintomática. As manifestações clínicas, quando ocorrem, vão desde a presença de poucos sintomas até formas fulminantes, o que acontece raramente. Não há evidência de pessoas com a doença na forma crônica.

As manifestações clínicas, quando existentes, podem ser inespecíficas, como um quadro gripal ou então apresentar febre, dor abdominal (geralmente do lado direito superior – hipocôndrio), icterícia, fezes descoradas e urina escura.

O agente infeccioso é o vírus da hepatite A (VHA), um hepatovírus da família Picornaviridae. O reservatório é o homem e alguns primatas não humanos, inclusive os chimpanzés.

São fontes de infecção o homem e os animais infectados.

transmissão é fecal-oral, ocorrendo por meio do contato direto pessoa a pessoa ou indireto através da água e de alimentos contaminados. Ocorre a partir da 2ª semana antes do início dos sintomas e até o final da 2ª semana da doença.

A principal forma de contaminação é por água e alimentos contaminados

O período de incubação varia de 15 a 45 dias, sendo a média de 30 dias. A suscetibilidade ao vírus tipo A é universal.

A imunidade é adquirida por meio da doença, seja na forma sintomática ou assintomática. Ocorre, também, mediante a administração da vacina contra a hepatite A de vírus inativados. Essa vacina, disponível no CRIE, é indicada para situações específicas.

Referência: 

  • Bahia. Secretaria da Saúde. Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde. Diretoria de Vigilância Epidemiológica. Coordenação do Programa Estadual de Imunizações. Manual de procedimento para vacinação. Salvador: DIVEP, 2011.

Deixe uma resposta