Meningite causada pelo Haemophilus influenzae tipo B

São seis os sorotipos do Haemophilus influenzae (A, B, C, D, E, F), classificados a partir da diferença antigênica da cápsula polissacarídica. O Haemophilus desprovido de cápsula encontra-se nas vias respiratórias e pode causar infecções como bronquites, sinusites, otites, pneumonia, artrite e septicemias, tanto em crianças como em adultos.

A forma capsulada do Haemophilus particularmente a do tipo B (HiB) é a responsável pela quase totalidade de doenças invasivas: meningite bacteriana, pneumonia, otite, artrite e septicemias. No caso específico o quadro clínico da meningite por Haemophilus influenzae tipo B não difere das meningites de outras etiologias. O início, geralmente, é súbito, com febre, cefaléia intensa, náuseas, vômitos e rigidez da nuca. Em alguns casos, o quadro clínico é acompanhado por exantema petequial.

O agente infeccioso é um bacilo gram-negativo o Haemophilus influenzae, sorotipo B. Outros sorotipos raramente causam meningite.

O reservatório é o homem doente.

A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de gotículas e secreções da nasofaringe. A entrada do vírus no organismo também se dá pela nasofaringe.

O período de incubação, embora desconhecido, é, provavelmente, curto, com duração de dois a quatro dias.

A transmissão perdura enquanto o agente infeccioso estiver presente no organismo do indivíduo infectado, o que pode ocorrer num período prolongado, mesmo sem secreção nasal. A transmissão cessa 24 a 48 horas depois do tratamento adequado.

A suscetibilidade é universal, principalmente nos quatro primeiros anos de vida. Cerca de 75% dos casos ocorre entre três e 24 meses de idade (dois anos).

Imunidade: A proteção conferida pelos anticorpos maternos dura até os três meses de vida. A doença confere imunidade duradoura quando acomete o indivíduo após os 24 meses de idade. A vacina contra a infecção por Haemophilus influenzae tipo b (Hib) torna o indivíduo imune após três doses nos menores de um ano ou dose única a partir dos 12 meses de idade. No esquema básico de vacinação da criança é disponibilizada em associação com a vacina DTP – vacina tetravalente e DTP/HepB/Hib – vacina pentavalente. A vantagem da associação entre a DTP, Hep B e a Hib é a redução do número de aplicações injetáveis nos menores de um ano, além de reunir, em uma única aplicação, os componentes imunológicos para proteção contra cinco doenças.

Referência: 

  • Bahia. Secretaria da Saúde. Superintendência de Vigilância e Proteção da Saúde. Diretoria de Vigilância Epidemiológica. Coordenação do Programa Estadual de Imunizações. Manual de procedimento para vacinação. Salvador: DIVEP, 2011.

Deixe uma resposta