Vacina Tríplice Viral

COMPOSIÇÃO

Vírus vivos atenuados de sarampo, caxumba e rubéola.

APRESENTAÇÃO

Forma liofilizada, em frasco de dose única ou multidoses, acompanhado do respectivo diluente.

INDICAÇÃO

Prevenção de sarampo, caxumba e rubéola.

ESQUEMA
  • Para indivíduos de 12 meses a 19 anos de idade: administrar 2 (duas) doses, conforme situação vacinal encontrada.
  • Administrar a 1ª dose aos 12 meses de idade com a vacina tríplice viral e a 2ª dose, exclusivamente, aos 15 meses de idade com a vacina tetra viral, para as crianças que já tenham recebido a 1ª dose da vacina tríplice viral.
  • Para as crianças acima de 15 meses de idade administrar a vacina tríplice viral observando o intervalo minimo de 30 dias entre as doses. Considerar vacinada a pessoa que comprovar 2 (duas) doses de vacina com componente sarampo, caxumba e rubéola.
  • Para indivíduos de 20 a 49 anos de idade: administrar 1 (uma) dose de vacina com componente sarampo, caxumba e rubéola ou sarampo e rubéola.

 

OBS. Vacina Tetra Viral - O PNI não disponibilizará a vacina tetra viral para as crianças que não receberam a primeira dose da tríplice viral entre 12 e 14  meses de idade e aquelas acima de 15 meses de idade.

 

VOLUME

0.5 ml

VIA DE ADMINISTRAÇÃO:

SC. Preferencialmente na região do deltoide (face externa superior do braço).

PARTICULARIDADES
  • Esta vacina é contraindicada para gestantes e imunodeprimidos.
  • Mulheres em idade fértil devem evitar a gravidez atá 1 (um) mês após a vacinação.
  • Em situação de bloqueio vacinal em crianças menores de 12 meses, administrar 1 (uma) dose ente 6 (seis) meses e 11 meses de idade e manter o esquema vacinal.
  • Considerar vacinado o indivíduo na faixa etária de 20 a 49 anos que comprovar pelo menos 1 (uma) dose.
  • Em caso de esquema vacinal incompleto, completar o esquema de acordo com a faixa etária.
  • Não administrar simultaneamente com a vacina febre amarela (atenuada), estabelecendo o intervalo mínimo de 30 dias, salvo em situações especiais que impossibilitem manter o intervalo indicado.
CONSERVAÇÃO

Entre +2°C e +8° C.

RECONSTITUIÇÃO E ADMINISTRAÇÃO
  • Após a reconstituição da vacina liofilizada pode haver variação de coloração (variando do amarelo-claro ao róseo).
  • O frasco multi-doses da vacina tríplice viral, após reconstituição, pode ser utilizado até, no máximo 8 horas, desde que respeitadas as condições ideais de temperatura adequada e cuidados quanto à contaminação.
  • Registrar data e hora da abertura do frasco. Quando do vencimento do prazo para utilização, desprezar de acordo com a rotina da Unidade.
  • Limpar a tampa do frasco com algodão seco.
  • Perfurar a tampa de borracha do frasco multi-doses em locais diferentes (não deixar agulha fixada na tampa de borracha do frasco).
  • Fazer movimento rotativo com o frasco antes de aspirar cada dose para homogeneizar o conteúdo.
  • Utilizar a mesma agulha para aspirar e administrar a vacina.
  • Após aspirar, guardar o frasco na caixa térmica até a próxima utilização.
 EVENTOS ADVERSOS

5% a 15% dos vacinados – hipertermia entre 5° e 15° dia pós-vacinação.

5% dos vacinados – discreto exantema após 7° e 10º dia.

1% dos vacinados – podem apresentar parotidite após 2ª semana.